fbpx

Portaria 1: Av. Príncipe de Gales, 821,
Portaria 2: Av. Lauro Gomes, 2000

(11) 4993-5400
fmabc@fmabc.br

Centro Universitário FMABC

Centro Universitário FMABC abre 208 vagas para residência médica

Pin It

Publicado em: 18/11/2021

Candidatos podem se inscrever para 40 especialidades

O Centro Universitário FMABC, em Santo André (SP), divulgou nesta quinta-feira (18) o edital para inscrições no processo seletivo que preencherá 208 vagas para residência médica, englobando 40 especialidades. As inscrições estarão abertas até o dia 6 de dezembro, e o edital pode ser acessado pelo link vunesp.com.br/FABC2101.

As vagas são ofertadas tanto para atuação nos próprios ambulatórios da faculdade como em equipamentos da Secretaria Municipal de Saúde de São Bernardo do Campo, dependendo do programa de residência selecionado.

As especialidades com mais oportunidades são clínica médica (29 vagas), anestesiologia (19), medicina de família e comunidade (17), pediatria (15), psiquiatria (14), obstetrícia e ginecologia (13), oftalmologia (10), ortopedia e traumatologia (8), cirurgia vascular (6), endoscopia (6) e cancerologia clínica (6).

A taxa de inscrição para participar do processo seletivo é de 600 reais. A prova objetiva será presencial, com data prevista para o dia 10 de janeiro de 2022. A escolha dos candidatos conta ainda com fases de análise de currículo e entrevista.

A Residência Médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada à médicos, sob a forma de curso de especialização. O programa é gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), mas o seu regimento é determinado pela Comissão Nacional de Residência Médica, que foi instituída em 1977.

A instituição

Com mais de 50 anos de tradição no ensino, a Faculdade de Medicina do ABC se tornou referência tanto na região como no estado, graças ao seu investimento em infraestrutura, qualificação do corpo docente e recursos técnicos e laboratoriais, que permitem uma formação exemplar dos alunos e a produção de pesquisas relevantes para a área. A valorização da produção científica, da pesquisa clínica e do setor acadêmico fizeram com que a instituição conquistasse o status de Centro Universitário em 2018.