Atendimento
(11) 4993-5400
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Em 17 de agosto, coquetel de confraternização e simpósio internacional marcarão a data histórica
 
A disciplina de Oncologia e Hematologia da Faculdade de Medicina do ABC agendou para 17 de agosto a comemoração de 20 anos de atividades. A partir das 17h será realizado coquetel no Anfiteatro David Uip, no prédio do Centro de Pesquisas CEPES (Av. Príncipe de Gales, 821 - Santo André), com presença de autoridades regionais, representantes da Fundação do ABC e da FMABC, além de médicos, docentes e residentes, entre outros convidados que contribuíram com o crescimento e desenvolvimento da cadeira ao longo de duas décadas de trabalho dedicado ao ensino, pesquisa e à assistência.
 
Exercendo papel central na pesquisa e tratamento do câncer no Grande ABC, o serviço de oncologia clínica da FMABC foi criado em 1996, constituindo a disciplina de Oncologia Hematologia. Ao atendimento em hematologia realizado nos ambulatórios foi incorporado o serviço de quimioterapia. No mesmo ano foi fundada a Liga Acadêmica de Oncologia junto aos ainda estudantes Roberto Uehara e Lívia Rezende.
 
“Quando prestei concurso para professor na FMABC, há 20 anos, meu sonho era construir uma disciplina de qualidade científica e humanística suficiente para formar novos oncologistas e hematologistas, que não fossem apenas médicos assistenciais, mas indivíduos dotados de reflexão crítica, com capacidade de geração de conhecimento e atentos às necessidades de seus pacientes. O sonho se transformou em realidade e hoje temos vários destacados profissionais atuando em diversas cidades brasileiras e no exterior, todos formados em nossa instituição. Isso não ocorreria se não tivéssemos o apoio da FMABC em todos esses anos”, considera o professor titular de Oncologia e Hematologia da Faculdade de Medicina do ABC e responsável pela criação da disciplina na instituição, Dr. Auro del Giglio.
 
Com apoio das ONGs Projeto Crescer do Rotary Club e Associação de Voluntárias para o Combate ao Câncer do ABC (AVCC), foi construído em 2000 o Instituto de Oncologia e Oncopediatria. Trata-se de espaço no campus com dois andares e 800 metros quadrados, que concentra o Centro de Estudos e Pesquisas de Hematologia e Oncologia (CEPHO), os laboratórios de análises clínicas e biologia molecular, biblioteca, sala de conferência, ambulatórios e serviço de quimioterapia.
 
Paralelamente, também no ano 2000 foi criado o Programa de Residência Médica em Oncologia Clínica e Hematologia. Os alunos desenvolvem trabalhos nas unidades assistenciais e estagiam em instituições parceiras, como o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Hospital Sírio Libanês, Laboratório Fleury e Hospital Israelita Albert Einstein. Sob orientação do professor titular Dr. Auro del Giglio, diversos mestres e doutores já defenderam suas teses. Nesses 20 anos, as atividades de pesquisa e de pós-graduação renderam inúmeras publicações científicas em periódicos nacionais e internacionais.
 
Hoje a disciplina de Oncologia e Hematologia é responsável por boa parte do atendimento a pacientes com câncer na rede pública regional, com atuação nos ambulatórios de especialidades no campus da FMABC, no Hospital Estadual Mário Covas de Santo André e no Hospital Anchieta de São Bernardo, onde está instalado o CACON - Centro de Alta Complexidade em Oncologia. “Nossa disciplina é a única formadora de novos oncologistas e hematologistas no ABC e é a responsável pelo cuidado da maior parte dos pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em nossa região. Temos reuniões semanais abertas e frequentadas por vários médicos do ABC, que aproveitam para trocar experiências e se atualizar conosco”, destaca Dr. Auro del Giglio, que revela os desafios para os próximos anos: “Nossos principais desafios e metas são manter a qualidade científica da disciplina e da formação de nossos residentes, assim como estimular ainda mais a pesquisa clínica conduzida por alunos de graduação, através das Ligas de Oncologia e Hematologia. Também buscaremos ampliar nosso centro de pesquisa e conduzir mais pesquisas relevantes e originais em nosso meio, que possam nos levar à obtenção de mais patentes e inovações”.
 
SIMPÓSIO INTERNACIONAL:
‘AVANÇOS DA ONCOLOGIA 2016’
Previamente ao coquetel comemorativo pelos 20 anos da disciplina, durante todo o dia – das 8h às 17h – será realizado o “Simpósio Internacional: Avanços da Oncologia 2016”. Ao todo serão 9 palestras sobre temas diversos, entre os quais melanoma e cânceres de pulmão, de colo do útero, mama, genito-urinário e gastrointestinal.
 
Entre os palestrantes confirmados estão expoentes da Oncologia e Hematologia de diversos serviços do país, como a Dra. Paula Lajolo (Oncocentro de Uberlândia - MG), Dr. Rafael Kaliks e Dr. Diogo Bugano (ambos do Hospital Israelita Albert Einstein - SP), Dr. Augusto Mota (Hospital São Rafael - BA), Dra. Daniela de Freitas (Hospital Sírio Libanês - SP) e Dra. Marcia Higashi (Hospital Amaral Carvalho de Jaú - SP). Os convidados internacionais serão a Dra. Heloisa Soares, do Moffitt Cancer Center (Estados Unidos - EUA), e o Dr. Roberto Uehara, da Pfizer Oncology (EUA).
 
O encerramento do simpósio estará sob responsabilidade do diretor executivo do Centro de Estudos e Pesquisas em Hematologia e Oncologia e professor da disciplina de Oncologia e Hematologia da FMABC, Dr. Daniel Cubero, que abordará o tema “CEPHO ontem, hoje e amanhã”.
 
As inscrições são gratuitas e os interessados devem entrar em contato pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..
 
PESQUISA CIENTÍFICA
Reconhecido nacional e internacionalmente, o CEPHO - Centro de Estudos e Pesquisas de Hematologia e Oncologia funciona desde 2000 e contabiliza cerca de 170 estudos clínicos entre protocolos finalizados, em andamento e em fase regulatória. Mais de 1.500 pacientes já foram tratados no local ou se beneficiaram de seu aparato científico. Hoje são aproximadamente 60 pesquisas em andamento em áreas como câncer de pulmão, próstata, mama, cabeça e pescoço, pele (melanoma), linfomas e mieloma múltiplo, entre outras. Cerca de 90% das pesquisas são multicêntricas, ou seja, ocorrem simultaneamente em diversos centros de pesquisa do mundo, permitindo aos pacientes acesso a tratamentos de ponta em vários países.
 
A unidade destina-se ao desenvolvimento de projetos de pesquisa junto à graduação (Liga de Oncologia) e à pós-graduação (programas de Mestrado e Doutorado), bem como às pesquisas clínicas patrocinadas pela indústria farmacêutica. As diretrizes da instituição são seguidas sob a luz dos conceitos éticos e legais em estudos clínicos envolvendo seres humanos, de acordo com as normatizações ICH-GCP (International Conference of Harmonization and Good Clinical Practices), conforme resolução 196/96 CNS/MS.
 
Além de usar medicações convencionais, disponíveis na maioria dos centros de excelência, os pacientes inscritos no CEPHO têm acesso a novas drogas, que podem aumentar as possibilidades de controle da doença e até mesmo curá-la.
 
ONCOLOGIA INFANTIL
Outro serviço de destaque, considerado referência nacional para tratamento de câncer infanto-juvenil, é o Ambulatório de Oncologia Pediátrica da disciplina, que conta atualmente com cerca de 20 crianças em quimioterapia e realiza média de 200 consultas mensais. Com serviços 100% gratuitos, o local recebe pacientes de todo o país e tem como retaguarda para hospedagem a Casa Ronald ABC, instalada no campus da faculdade e que oferece alojamento, higiene e alimentação para a criança em tratamento e respectivo acompanhante. Casos que necessitam de internação são encaminhados ao Hospital Estadual Mário Covas de Santo André, unidade de retaguarda e hospital-escola da FMABC.
 
Acolhendo pacientes diagnosticados desde a fase intrauterina até adolescentes com até 17 anos, o Ambulatório de Oncologia Pediátrica oferece atendimento integral e multidisciplinar, com equipe composta por médicos oncologistas, hematologistas, anestesista, enfermeiras, técnica em enfermagem, nutricionistas, psicólogas, terapeuta ocupacional, dentista, farmacêutica, técnica de farmácia, assistente social, pedagoga, fisioterapeuta e fonoaudióloga. O trabalho conta com apoio da Associação de Voluntárias para o Combate ao Câncer do ABC, cujas integrantes auxiliam na humanização do ambiente terapêutico, apoio às famílias e suporte social com entrega de cestas básicas, medicações, próteses e perucas, entre outros itens.
 
O serviço mantém residência médica em Oncologia Pediátrica reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e contribui na formação teórica e prática de acadêmicos da Liga de Oncologia Pediátrica e de médicos residentes de Pediatria. Também participa do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da FMABC com Atenção em Oncologia, que agrega diversas especialidades como Odontologia, Enfermagem, Psicologia, Farmácia, Terapia Ocupacional e Assistência Social.
 
Integram a infraestrutura do Ambulatório de Oncologia Pediátrica consultórios para atendimento das diversas especialidades, brinquedoteca e ‘Quimioteca’ – sala de quimioterapia moderna e ousada, que torna a assistência mais humanizada tanto para os pacientes quanto para os acompanhantes.