Atendimento
(11) 4993-5400
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Últimas Notícias

article thumbnailA disciplina de Reumatologia da Faculdade de Medicina do ABC programou para os próximos dias atividades gratuitas de conscientização e orientação à população. Serão palestras aos sábados, a partir...
Dr. Fadlo Fraige Filho também é presidente da Associação Nacional de Atenção ao Diabético
 
Com apoio da Faculdade de Medicina do ABC, a Associação Nacional de Atenção ao Diabético (ANAD) organiza de 27 a 30 de julho o “22º Congresso Brasileiro Multidisciplinar em Diabetes”. A ANAD é presidida pelo professor titular de Endocrinologia da FMABC, Dr. Fadlo Fraige Filho. O encontro científico será entre 8h e 18h, na Universidade Paulista (UNIP), localizada à rua Vergueiro, 1.211, bairro Paraíso, em São Paulo.
 
Sem cura, a doença pode ser apenas controlada. O tratamento principal consiste em manter alimentação adequada, aliada à prática regular de atividades físicas e ao uso de medicações de acordo com prescrições médicas. Se não tratada, pode levar à morte. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, cerca de 130 mil brasileiros morrem anualmente em decorrência da doença. “Hoje existem mais pesquisas sobre diabetes do que de câncer. A prevalência mundial chega a 350 milhões de pessoas. Por isso, o congresso oferece anualmente atualização constante a todos os profissionais envolvidos no tratamento da doença. O cuidado vai além da Medicina. Enfermeiros, nutricionistas, educadores físicos – entre outros profissionais – devem conhecer bem a doença e seus métodos de controle”, disse Dr. Fadlo Fraige Filho. Atualmente o diabetes é o maior responsável pelos casos de cegueira e amputações no Brasil e no mundo.
 
A marca principal do congresso é a multidisciplinaridade. Ou seja, não é destinado apenas aos médicos, sendo igualmente importante capacitar outros profissionais de Saúde que integram a assistência ao diabético, como dentistas, farmacêuticos, enfermeiros, nutricionistas e educadores físicos. Estão programados 36 simpósios com mais de 200 palestras apresentadas pelos maiores expoentes de Saúde do Brasil, além de convidados internacionais.
 
O evento científico traz em sua programação preliminar assuntos relevantes, como políticas públicas relacionadas ao cuidado do diabético e tratamento de hipertensão, obesidade e cardiopatias. Serão oferecidos sete cursos e quatro oficinas, entre os quais Contagem de Carboidratos, Pé diabético, Nutrição Enteral e Medicina Molecular Aplicada à Prática Endocrinológica. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, o País tem atualmente 14 milhões de diabéticos, sendo que metade desconhece que possui a doença.
 
No Brasil, cerca de 90% dos casos são do tipo 2, caracterizado pela forma como o organismo metaboliza a glicose – principal fonte de energia. Neste tipo, há resistência do corpo aos efeitos da insulina, hormônio que regula a entrada de açúcar nas células. No tipo 1, geralmente genético, a característica é a pouca ou inexistente produção de insulina.
 
EXPOSIÇÃO
Junto ao Congresso Brasileiro Multidisciplinar em Diabetes, a ANAD realizará a 22ª Exposição Nacional de Produtos e Alimentos para Portadores de Diabetes, com a participação de laboratórios farmacêuticos que atuam em diabetes, apresentação de lançamentos, insumos e produtos da indústria de alimentos diet.